O Especialista na Arte de Amar



Sem falta por trás!

Garanta prazer máximo para o casal levando, na boa, sua parceira a curtir sexo anal.

1. Tenha pegada certeira

Ficar sentado ou ajoelhado ao lado da parceira, deitada de bruços, é melhor para você massagear a bunda dela. Pegue firme nas nádegas com as duas mãos ao mesmo tempo. Seus dedos ficam apontados para a cabeça da garota – exceto os polegares, que se direcionam para a “divisa” dos glúteos. Mantenha-se assim um tempo para aumentar a tensão dela – no bom sentido, claro. Então comece. “Faça movimentos circulares”, sugere Carla Cecarello, sexóloga de São Paulo e coordenadora do Ambulatório de Sexualidade (Ambsex), da Associação Brasileira de Sexualidade. Quando ela passar a contrair e relaxar partes do corpo, e a soltar gemidos, jogue mais lenha na fogueira dizendo o quão perfeito é aquele traseiro. Deixe-a confiante e siga na boa…

2. Ponha a boca em jogo

Mulher ama ser beijada – toma isso também como prova de carinho. Mostre, com a língua, que você é cegamente apaixonado pela parte de trás dela. Comece beijando a lombar da parceira e, subindo e descendo pela curva da bunda, vá até o início da coxa. É uma introdução excitante para prosseguir na intimidade: proporcionar prazer com a boca no ânus da parceira. Mas, olho vivo, muitas mulheres travam nessa hora. “Sinais disso: respiração presa, pernas e nádegas muito rígidas”, aponta Jussania Oliveira, terapeuta sexual e consultora da MH. Por que a parceira às vezes bloqueia? Ela pode estar preocupada com o que você vai achar do cheiro – uma paranoia comum entre as mulheres. Se isso rolar com sua garota, não desanime. Pare, dê um tempo e proponha um tranquilizante banho a dois. Sentir-se limpa é condição essencial para ela relaxar. Logo que saírem do chuveiro, ajude a parceira a se secar com toques provocantes nos seios e no clitóris. Vire-a de bruços e emende as instruções do início deste guia até emplacar o beijo mais íntimo. Repare na quantidade de pelos arrepiados no corpo dela: é medida confiável do quão excitada a garota está. O tesão dela a mil é a chave que você precisava para seguir…

3. Leve o amigão ao gol

Incremente a cena deslizando seus dedos entre as nádegas dela, devagar e com suavidade, de cima para baixo e de baixo para cima. Aí, massageie o perímetro do ânus com mais firmeza. Lembre que, ao contrário da vagina, ele se contrai quando estimulado. “Para não machucar a garota, introduza primeiro só metade de um dedo. Depois, ponha o dedo inteiro e um segundo dedo”, diz Carla. Ao sacar que ela está pronta para mais, vista seu amigão com camisinha e passe lubrificante à base de água. “Jamais use saliva: resseca a região e aumenta o atrito”, explica Rubens Barreto, proctologista do Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo. Quando encostar a cabeça do pênis, o ânus irá contrair de novo. Espere ela relaxar outra vez e aja com cuidado: penetre só a ponta e, milímetro a milímetro, vá ganhando profundidade. Mude de posição a cada pedido da parceira, deixe-a ditar o ritmo da transa – sexo anal tem a ver com confiança.


%d blogueiros gostam disto: