O Especialista na Arte de Amar



6 tipos de sexo que o seu amor adora

Se é como a gente pensa, que eles não vivem sem sexo, isso não significa que anseiam por um repeteco da noite anterior. Saber das preferências masculinas ajuda a variar o repertório e, mais ainda, a manter nos dois a chama da paixão bem acesa

Já pensou em perguntar a um homem qual seu tipo de sexo favorito? Provavelmente ouvirá: “Qualquer um, desde que seja todo dia!” Resposta 90% verdadeira. É que, ao pesquisar a questão mais a fundo, você vai descobrir o que os sexólogos já comprovaram: há seis modalidades encabeçando a lista das preferências masculinas entre os lençóis. Sugestão: comece hoje mesmo a variar o feijão-com-arroz sexual. O cardápio ficará mais tentador para os dois…

1. No reino do sexo selvagem

Sabe aquela transa que faz tremer as estruturas da cama? Há grandes chances de seu amado sonhar acordado com esse rala-e-rola animal. Principalmente se precisou bancar o bom moço durante o fim de semana na casa dos seus pais ou vocês estiveram separados por uns dias. Uma vez liberado, ele anseia por externar sua natureza de Tarzan. “Só de imaginar as roupas espalhadas pelos cantos e os lençóis denunciando uma farra daquelas, perco o fôlego”, diz Vander, de 27 anos. “Mesmo que eu acabe com uma baita câimbra, me sinto o rei das selvas. Além disso, os gemidos me mostram que estou dando prazer à mulher.”

Os homens imploram

A posição ideal para começar uma sessão de sexo animal é a cachorrinho. Faça com que as mãos dele enlacem sua cintura — é a pista de que você o quer no comando da penetração. E acompanhe o ritmo do lindo pra valer. Manter seu pescoço pendido para baixo a ajudará a relaxar a coluna e a se mover com gosto. O orgasmo está próximo? Aperte seu PC (músculo pubococcígeo) ao redor do pênis dele para intensificar o estímulo. Na hora H, vire-se de frente e puxe-o ainda mais fundo dentro de você.

2. Império dos sentidos

“Quando a mulher estimula os cinco sentidos de um homem, excita-o de fora para dentro, duplicando o prazer”, afirma Donald Etkes, sexólogo e autor do livro Loving with Passion (Amando com paixão). Quem testou concorda. “Minha gata me beijou dos pés à cabeça e usou cubos de gelo para me excitar”, entrega Luís, de 28 anos. Fazer amor perto da natureza também pode aumentar o apetite por uma transa sensorial.

Os homens imploram

Acaricie os pontos quentes do gato lentamente. Em pé, pressione os seios nas costas dele e corra os dedos com óleo de massagem pelo tórax, mamilos, barriga e coxas. Ainda grudada nele, sussurre palavras picantes no ouvido e toque testículos e virilha para estimular as terminações nervosas. Já com o moço a mil, deitem-se na posição da colher. Guie o pênis para dentro da sua vagina com as mãos, circulando a base com os dedos indicador e polegar e escorregando-os para cima e para baixo no ritmo do vai-e-vem. Antes do orgasmo, sente-se sobre ele, jogue a cabeça para trás e movimente a pélvis como quem escreve o número oito, devagar.

3. Rendição total

Homens são eternos conquistadores. E ficam excitadíssimos quando você se rende ao poder masculino, permitindo que assumam a direção. “Ver minha noiva deitada na cama com a boca entreaberta e as pernas levemente afastadas é mais sexy do que qualquer pôster de revista masculina”, garante Carlos, de 29 anos. E lembre-se do poder do estímulo visual para a libido dos rapazes.

Os homens imploram

Nas preliminares, deixe seu corpo exposto. Ponha os braços abertos para trás (ou segure na cabeceira), convide-o a penetrá-la e levante a pélvis para encontrar os movimentos dele no meio do caminho. Dê ao seu namorado espaço para se mexer ao bel-prazer e alternar penetração rasa com profunda. Depois, passe as pernas sobre os ombros dele para que ele consiga agarrar seus tornozelos e posicioná-los como quiser. “É como se você dissesse que confia na capacidade dele de fazê-la chegar lá também”, avisa Etkes.

4. Novo cenário

No último mês, quantas vezes vocês fizeram amor fora da cama? Uma!! Nenhuma!! “Homens deliram ao fazer sexo em lugares diferentes por causa da emoção de sair da zona de conforto”, diz Etkes. “Minha garota me levou para o banheiro da casa do chefe numa festa, levantou a saia e sentou em cima da bancada da pia”, conta Laerte, de 32 anos. “Só de ver como ela foi moleca, fiquei de pernas bambas.”

Os homens imploram

Para curtir uma transa de “risco” no banheiro (ou em outro cenário), fique de costas e ponha as mãos na parede, como se fosse ser revistada. Arqueie o corpo para trás a fim de facilitar a penetração. Quando ele estiver em ponto de bala, sugue o dedo indicador do rapaz e leve-o até o clitóris. Ah! Pouco antes do clímax, faça um movimento repentino, como o de se segurar na toalha. “Esse tipo de gesto fica na mente do homem”, revela Rogério, de 30 anos.

5. Prêmio instantâneo

Depois de um dia estressante no escritório, é provável que seu homem deseje uma rapidinha. O motivo, segundo sexólogos: relaxa, ele não precisa gastar aquela energia nem ficar tão preocupado em dar prazer.

Os homens imploram

A melhor posição para uma rapidinha é deixá-lo por cima. “É simples, familiar e o rapaz controla o ritmo da penetração como quiser”, endossa Etkes. Durante os movimentos, escorregue uma das mãos para acariciar gentilmente os testículos do gato. “Eles são meros coadjuvantes para a mulher, mas quando estimulados do jeito certo nos presenteiam com um orgasmo instantâneo”, fala Ricardo, de 26 anos. E não se preocupe se ele (ou você) se esquecer de tirar a roupa, porque seu amado vai romper num piscar de olhos qualquer barreira que o impeça de chegar ao paraíso. Pode dispensar qualquer preparativo, menos o lubrificante — seu aliado quando abrevia o aquecimento, quer dizer, as preliminares.

6. Comando feminino

Se, ultimamente, é ele quem tem dado as cartas, inverter a ordem das coisas o fará crer que tem o que aprender com você. Alimenta o ego masculino. “Quando minha mulher diz claramente como e onde tocá-la, me sinto o maioral. Penso que só eu posso dar o que ela quer”, abre Ivan, de 30 anos.

Os homens imploram

Não é para agir como se estivesse incorporando um personagem: seja natural. Assuma as rédeas quando estiver realmente predisposta. Tome posse do pênis, esfregue-o ao redor de seu clitóris e introduza-o na vagina como se fosse seu brinquedinho pessoal. Uma vez lá, prenda as mãos dele na cabeceira da cama e movimente a pélvis criando círculos para torturá-lo de prazer. “Minha namorada me deixa louco quando me manda lamber seus mamilos. Aliás, a língua é a única parte do meu corpo que fica livre para se movimentar”, conta Junior, de 30 anos. “Quando terminamos esse jogo excitante, tenho certeza de que as mulheres realmente deveriam governar o mundo.”

3 tipos de sexo que ele abomina

Megafônico

Quando os gemidos da mulher quase estouram os tímpanos do rapaz. Ou, então, ela dá ordens sem nenhum tato. “Homens são sensíveis a comentários negativos na cama tanto quanto vocês com relação ao peso”, compara Roni, de 38 anos.

Estupidamente gelado

Nem é preciso dizer quanto a ala masculina sofre quando a mulher deita e fica pensando no trabalho enquanto o coitado se esforça para dar prazer. “Sexo combina com movimento — de ambos”, diz Ronaldo, de 28 anos.

Super-higiênico

“Perco a vontade de transar se a mulher é excessivamente preocupada com o próprio cheiro e tem restrições a tocar aqui e ali”, abre o jogo Rui, de 25 anos.


%d blogueiros gostam disto: