O Especialista na Arte de Amar



8 Atitudes Que A Fazem Desistir de Dar Pra Você

Vou falar por mim, mas, se eu fosse você, levaria em consideração, já que sou mulher. Por mais que estejamos mais desencanadas e não pensamos desesperadamente que um ficante pode virar namorado ou marido, algumas coisas que você faz na pré-produção nos broxam completamente, a ponto de perdermos o interesse na finalização. Essas atitudes broxantes revelam muito da personalidade de um cara. Aí, rola um medo dessas características não descansarem no chão do quarto, com a embalagem da camisinha, e sim avançarem com você e a garota para a hora H. Fuja desses micos que te ejetam da cama da maioria das mulheres.

 1 – Tirar a camisa em público

Você não é salva-vidas, portanto a camisa fica. Esse apelo não funciona com a maioria das mulheres. A gente não fica molhadinha só porque o seu tanquinho se parece com duas fileiras de paralelepípedos (nunca achei que fosse usar essa palavra aqui). Faz pra chamar atenção e a carência fica tatuada na testa. Um rapaz que se livra da camisa em público nunca para por aí. Se sofrer de cafonice crônica, ele pode apresentar o comportamento número 2.

 2 – Descer até o chão na pista de dança

Eu sei, eu sei, quando toca David Guetta na balada, você não controla o braço direito, que aponta pra cima, liderado pelo dedo indicador. É inevitável, depois desse movimento involuntário, descer até o chão. Para sua alegria, existe Las Vegas. Já ouviu dizer que o que acontece em Vegas, fica Vegas? Invista sua carreira de gogo boy em alguma cidade longe da sua. Homem descendo até o chão dá vergonha. Só o Latino pode (vai causar constrangimento do mesmo jeito, mas pelo menos ele ganha dinheiro pra isso).

 3- Esquecer a carteira em casa

Parece descaso. Se você esqueceu algo tão importante, que vai te deixar constrangido na frente de uma mulher, que você mal conhece, pode ser que você também tenha se esquecido de escovar os dentes. Na boa, não rola transar – nem casualmente – pra quem não se prepara pra te ver. Também pode dar a impressão de que você é folgado. Não lutamos pelos direitos iguais pra sustentar vagabundo! Vamos rachar essa continha aí.

 4- Falar no diminutivo

Se você convida a garota pra um jantarzinho e sugere uma saladinha, depois comem uma massinha, acompanhada de um vinhozinho. Se você se oferece pra pagar a continha e convida a moça pra conhecer o apartamentinho e diz que vai deixar a luminária ligadinha, pra fazer um climinha e começa dando beijinho, ela não vai esperar que o aumentativo  apareça de uma hora pra outra, como a barriga da grávida de Taubaté.

 5- Beijar com a delicadeza de uma princesa

Não preciso explicar. Você entendeu.

6- Achar que é a última bolacha do pacote

Se você é daqueles tipos que fala muito e ouve pouco, pois pensa que sua vida é mais interessante do que a do resto do mundo, sinto-lhe informar: você cansa. Se for pra sair com alguém pra ouvir um monólogo, é preferível assistir uma peça no teatro, ver TV, ler um livro – pelo menos assim, é mais garantido que vamos ouvir histórias interessantes.

7- Ser o Mr. Bafo

Até as coisas mais lindas ditas ao pé do ouvido perdem todo seu brilho quando vêm regadas por um mau-hálito matador. Seja de cigarro, de bebida, de estar muitas horas sem comer – nenhuma razão justifica a falta de simancol. Com um real, você resolve o problema comprando um chicletinho em qualquer esquina.

 8- Axé pra dar um clima

Você pode ouvir axé, cantarolar axé, ter CD de axé, ir a shows de axé e treinar coreografias de axé na frente do espelho, mas não deixe nada disso sair do seu quarto (proteja a sua webcam, hackers existem!), pois podem causar sérios danos à sua noite. Mulheres são imaginativas. Imagina transar ouvindo Se a informação que você gosta desse ritmo cai nos ouvidos de uma, ela pode te fantasiar dentro de uma sunga branca, num desses palcos dos bares de praia lá de Fortaleza, rebolando a retaguarda, como se participasse de um concurso para entrar pro Psirico. A hora certa de rebolar é na cama ou no carro ou no banheiro ou onde vocês dois decidirem. Nada mais desestimulante do que um homem rebolando igual ao marido da Carla Perez.


%d blogueiros gostam disto: